Monday, September 21, 2009

Vamos para onde?


Com o actual panorama politico deste país, e com o perigo eminente de coligação entre Sócrates e Louçã, a grande duvida é: para onde é que vamos fugir?
Um governo de extrema esquerda aliado a Sócrates é juntar a fome com a vontade de comer, creio que este blogue tem os seus dias contados a par de toda a imprensa livre. Ao menos passamos de uma manipulação camuflada para uma manipulação as claras.
Esperemos que haja bom senso nas hostes socialistas e que a fome de poder não os cegue completamente.
Os últimos tempos em Portugal fazem-me lembrar os dias que vivi em Itália em 2004/5. Berlusconi tinha maioria na altura governava a seu belo prazer e fazia coisas fantásticas, uma delas e a melhor que me lembro foi mudar uma lei de modo a uma falcatrua que ele tinha feito e pela qual ia ser julgado passa-se de pena de prisão a multa, evitando assim dar com as costas na prisão.
De todo o tempo que vivi em Itália não conheci ninguém que votasse Berlusconi, todos juravam a pés juntos que não tinha sido com o seu voto que ele lá estava.
Assim estamos agora, ninguém admite ter votado Sócrates e ninguém admite que vai votar nele, o que é certo e que ele segue a frente nas sondagens e vai provavelmente ganhar.
Só espero que quem puser a cruzinha no quadrado PS dia 27 tenha ao menos coragem de, quando isto afundar, e vai afundar, admitir que é responsável pelo naufrágio.

5 comments:

Anonymous said...

Ó Tpestana a merda do tuga além de burro e estúpido por votar neles é ainda cobarde...

Anonymous said...

Peço desculpa DPV e não Tpestana. O seu a seu dono.

Alguém nos acuda said...

É uma perspectiva assustadora. Apesar de tudo, quem me dera ser italiano.

Anonymous said...

A malta tem de pensar é em aprender técnicas de guerrilha para o norte de áfrica pois acho que para a semana vão dar muito jeito...

Outro 25 de Abril nunca mais

Daniela Major said...

Quando Sócrates ganhou eu virei-me para as pessoas presentes na sala, a minha família e disse: Eu faço o que vocês quiserem mas por favor paguem-me o bilhete de avião para Heathrow.