Tuesday, March 31, 2009

Fantástico, acusaram o toque...

Há coisa de uns anos, num célebre carnaval passado entre primos numa quinta em Campo Maior, houve um de nós que resolveu explodir umas bombinhas às 5h e picos da manhã... Nada mais normal, porque era carnaval, a não ser pelo facto das tais "bombinhas" serem, na verdade, umas bombas que faziam corar muita brigada de minas e armadilhas...
Assustados com o cagaçal que aquilo fez, os caseiros da quinta em que dormíamos resolveram chamar a GNR, para averiguar que tipo de terroristas haveria em Campo Maior...
Lá pelas 12h (os senhores guardas foram atenciosos nas horas), dois patuscos GNR's resolveram bater-nos à porta para averiguar "quem tinha andado aos tiros"...
Como é lógico, no meio da ressaca e do sono, toda a gente ouviu, mas ninguém "levantou a lebre", fingindo ainda dormitar... Excepção feita, claro está, ao verdadeiro autor dos "tiros" que gritou alto e bom som "EU NÃO FUI"!!!
Este "desafio" do Ministro da Propaganda Santos Silva lembra bem este episódio. Toda a gente sabe do que é que o senhor da SMMP está a falar, no entanto, devido à cautela que sugere este tipo de situações, toda a gente está calada... Excepção feito aos cromos que "rebentaram as bombas" e fazem telefonemas para as redacções dos jornais e das rádios que, de peito feito, exclamam alto e bom som: "NÓS NÃO SOMOS"!!!!!

Parabéns


Para bem da tua nação, mexe ai de cima os cordelinhos para ver se este povinho atina e corre com esta cambada de aldrabões.

Perguntas

Contra as minhas próprias recomendações, não posso deixar de postar o texto do Mário Crespo, publicado ontem no JN, destacando as perguntas que considero mais importantes/escandalosas:

"Porque é que o cidadão José Sócrates ainda não foi constituído arguido no processo Freeport? Porque é que Charles Smith e Manuel Pedro foram constituídos arguidos e José Sócrates não foi? Como é que, estando o epicentro de todo o caso situado num despacho de aprovação exarado no Ministério de Sócrates, ainda ninguém desse Ministério foi constituído arguido? Como é que, havendo suspeitas de irregularidades num Ministério tutelado por José Sócrates, ele não está sequer a ser objecto de investigação? Com que fundamento é que o procurador-geral da República passa atestados públicos de inocência ao primeiro-ministro? Como é que pode garantir essa inocência se o primeiro-ministro não foi nem está a ser investigado? Como é possível não ser necessário investigar José Sócrates se as dúvidas se centram em áreas da sua responsabilidade directa? Como é possível não o investigar face a todos os indícios já conhecidos? Que pressões estão a ser feitas sobre os magistrados do Ministério Público que trabalham no caso Freeport? A quem é que o presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público se está a referir? Se, como dizem, o estatuto de arguido protege quem o recebe, porque é José Sócrates não é objecto dessa protecção institucional? Será que face ao conjunto de elementos insofismáveis e já públicos qualquer outro cidadão não teria já sido constituído arguido? Haverá duas justiças? Será que qualquer outro cidadão não estaria já a ser investigado? Como é que as embaixadas em Lisboa estarão a informar os seus governos sobre o caso Freeport? O que é que dirão do primeiro-ministro de Portugal? O que é que dirão da justiça em Portugal? O que é que estarão a dizer de Portugal? Que efeito estará tudo isto a ter na respeitabilidade do país? Que efeitos terá um Primeiro-ministro na situação de José Sócrates no rating de confiança financeira da República Portuguesa? Quantos pontos a mais de juros é que nos estão a cobrar devido à desconfiança que isto inspira lá fora? E cá dentro também? Que efeitos terá um caso como o Freeport na auto-estima dos portugueses? Quanto é que nos vai custar o caso Freeport? Será que havia ambiente para serem trocados favores por dinheiros no Ministério que José Sócrates tutelou? Se não havia, porque é que José Sócrates, como a lei o prevê, não se constitui assistente no processo Freeport para, com o seu conhecimento único dos factos, ajudar o Ministério Público a levar a investigação a bom termo? Como é que a TVI conseguiu a gravação da conversa sobre o Freeport? Quem é que no Reino Unido está tão ultrajado e zangado com Sócrates para a divulgar? E em Portugal, porque é que a Procuradoria-Geral da República ignorou a gravação quando lhe foi apresentada? E o que é que vai fazer agora que o registo é público? Porque é que o presidente da República não se pronuncia sobre isto? Nem convoca o Conselho de Estado? Como é que, a meio de um processo de investigação jornalística, a ERC se atreve a admoestar a informação da TVI anunciando que a tem sob olho? Será que José Sócrates entendeu que a imensa vaia que levou no CCB na sexta à noite não foi só por ter feito atrasar meia hora o início da ópera?"

Monday, March 30, 2009

A saque

Perdeu-se de vez a vergonha e a cara de pau neste país? Estamos neste ponto? ninguém faz nada? Começa ser difícil assobiar para o ar e fingir que nada se passa, estamos a bater no fundo.

Comemorações da República

Bem vistas as coisas vamos gastar:

3,6 Milhões e comemorar o totalitarismo do Partido Republicano
5 Milhões a comemorar a ditadura de Salazar
1,4 Milhões a comemorar a bandalheira e o atraso económico do 25 de Abril.

Comemorações da República II



Mais chato ainda é que metade destes 100 anos de República foram passados debaixo do Governo deste senhor. Como é que se descalça esta "Botas"?

Se calhar o melhor é considerar-se que a República só começou em 1974...

Comemorações da República


O que é chato nestes 100 "Gloriosos" anos de República é ter que se falar em 16 anos do único regime totalitário que Portugal conheceu na história...

Coisa chata os fuzilamentos, o caos social e a absorção do aparelho de Estado por um só partido. Deve ser a chamada ética repúblicana.

Em tempo de crise...10 Milhões para comemorar a República


Foi hoje publicada a Resolução do Conselho de Ministros que aprova o programa das comemorações da República e a verba que lá está prevista é bem clara. Contas redondas 10 milhões dos nossos queridos euros, em tempo de vacas magras, para montar meia dúzia de exposições da treta e fomentar a "ética republicana" (seja lá isso o que for). O redondo das contas demonstra bem o rigor com que foram elaboradas. Veja-se específicamente em que vai ser gasto o dinheiro.

3,6 Milhões para... 2009.
5 Milhões para... 2010.
E o que sobra para... 2011.

Não se pode pedir mais rigor.

Força Gil, dá cabo do gajo, tu consegues...


Sunday, March 29, 2009

Jaime Silva e as sua mentiras…

Para o período 2007 - 2013, Portugal recebeu de Bruxelas 716 milhões de euros referentes ao Programa de Desenvolvimento Rural (Proder). O plano foi aprovado em Dezembro de 2007 e, no segundo ano de aplicação, o montante que Bruxelas já pagou a Lisboa representa 18% dos 3930 milhões de euros que a CE destinou a Portugal. Jaime Silva garante que, do total, "1260 milhões de euros já estão comprometidos". "É um sucesso", considera. "A taxa de execução do Proder está ligeiramente acima dos 10%", disse, garantindo que "já atingiu a velocidade de cruzeiro" e quer "gastar os fundos deste programa a 100%".

O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), João Machado, acusa o ministro de "mentir" com os números que anuncia e contesta as afirmações de Jaime Silva, garantindo que "a execução do Proder não ultrapassa os 4%". "Tudo o que está pago são medidas do quadro anterior", diz João Machado, que levou as preocupações da CAP até Bruxelas na terça-feira passada.

Também o eurodeputado Ribeiro e Castro critica Jaime Silva. Ontem à noite apresentou um livro com cartas enviadas e recebidas da Comissão Europeia e pedidos de esclarecimento no Parlamento Europeu, que, afirma, "provam que a actuação do Ministério da Agricultura tem prejudicado o sector". "Este ministro desperdiça recursos europeus, conforme se verá nos documentos que sintetizo no livro", afirmou o parlamentar.

Friday, March 27, 2009

O porquê das coisas

Não querendo "mandar" para baixo a imagem da menina postada pelo DPV, não posso deixar de linkar um artigo do Ribeiro e Castro contendo um argumento que resume bem o porquê da minha oposição ao casamento gay...

"Quando aqui em Espanha se tira do código civil as palavras 'pai' e 'mãe' e 'marido' e 'mulher', estamos perante a instrumentalização do direito, para impor concepções de vida contrárias ao que justificou a própria formação do direito. Mostra o absurdo da manipulação jurídica"

medidas realmente importantes contra a crise

Estamos a beira da banca rota, o desemprego atingiu níveis históricos,é só aldrabões e corruptos por todo o lado, temos o Pinoquio, o Avelino Ferreira Torres o Isaltino o Dias Loureiro e outros que tais por ai.
Mas porra temos a Playboy, somos ou não somos um pais evoluído?

Thursday, March 26, 2009

Quando percebemos que estamos a ficar velhos...



A dada altura no mesmo filme ouve-se uma versão "chill-out" de uma música familiar.

Dei por mim a ser a única pessoa na sala a trautear "Come as you are!" dos Nirvana.

Quando percebemos que estamos a ficar velhos...



Ontem no filme "Marley and me", filme que toda a gente devia ver, perante uma plateia que rondava os 13 e os 20 anos eis que surge uma Kathleen Turner envelhecida, gorda balofa e gasta pelo tempo.

Dei por mim a ser a única pessoa na sala que exclamou "Meu Deus! É esta a Kathleen Turner?? Aquela brasa que andava em busca da esmeralda perdida e da jóia do nilo??"

Todos me olharam com estranheza. É normal...

A meritocracia e o mito dos 6 milhões...

«O FC Porto é o clube de futebol que mais adeptos conquista pela meritocracia, enquanto Sporting e Benfica garantem apoiantes pela área geográfica ou influência familiar", segundo Carlos Liz, autor do estudo ‘O Futebol, as marcas e os adeptos’.
No estudo, as pessoas mais velhas, a cima dos 40 e tal anos, são do Benfica e Sporting, mas quando se desce na idade, particularmente para as crianças, verifica-se um aumento de adeptos do FC Porto. " Não há o critério de família ou região, mas da meritocracia. E o FC Porto tem sido mais ganhador, logo, os mais jovens, vão para o que consideram melhor", disse Carlos Liz.
"O FC Porto é escolhido pelo mérito. Por isso, os outros clubes (Benfica e Sporting) têm de fazer pela vida para continuarem a merecer a atenção dos adeptos. Estamos perante um novo modelo de escolha", explicou.
Parece que estamos perante um novo paradigma: a meritocracia!
Segundo este estudo, até aos 18 anos, o Porto já vai à frente em número de adeptos. E, actualmente, em termos absolutos, o Benfica tem 45% , o Sporting 26% e o Porto 23% das pessoas que dizem que gostam de futebol.
Enfim, isto são mais duas machadadas no mito dos 6 milhões...

Wednesday, March 25, 2009

ainda o Sporting, o Lucílio, e o penalti..

contra factos não há argumentos, vejam apenas este video e vão, por favor, confirmar os dados...

E depois, se fazem favor, parem de chorar...

Qual crise qual carapuça

Segundo dados do INE, as falências de empresas em Portugal aumentaram 51%!! na 1ª metade do ano de 2008.
Situando temporalmente qualquer esbirro socialista que venha fazer a costumeira contra-informação, é antes da crise ok rapaz? Não vale a desculpa esfarrapa do chefinho que o problema é internacional estamos entendidos?
Desejoso para saber que justificação fantástica terá o governo para estes números. Das duas, uma:
1ª_A economia portuguesa está tão avançada em relação ao resto do mundo que antecipou a crise em 6 meses, fruto da pujança que demonstrava.
2ª_O governo anda a aldrabar tudo e todos e esta crise internacional foi o bode expiatório perfeito para as borradas que fizeram durante 4 anos.

Tuesday, March 24, 2009

O que já deveria ter sido feito...

A associação de proprietários pede suspensão do Imposto Municipal sobre Imóveis.

De acordo com a ANP “é difícil entender o cálculo do valor patrimonial tributário através de uma fórmula estática" e "quando os proprietários reclamam a supressão do IMI, não estão a pedir nada do outro mundo, porque os recém-criados fundos de investimento imobiliário para arrendamento habitacional também não pagam IMI, havendo mais variadíssimos casos de isenções”.

Em comunicado, a associação alega que, à semelhança do IVA ou do IRS, “os impostos devem ser pagos sobre o consumo e sobre o rendimento que se auferiu e não sobre um prédio urbano ou rústico que na maior parte dos casos pouco ou nada rende, e em muitos casos, quando rende, rende menos do que o valor a pagar pelo imposto".

De facto é uma vergonha a malta estar a pagar ao estado ad eternum uma renda, como se fosse este uma “espécie de senhorio” que só tem os privilégios e nenhuma obrigação.

Como rebentar de vez com o ensino em Portugal



Tendo em consideração que a grande maioria dos nossos estudantes não faz a ponta de um corno (na minha perspectiva acertadamente), esta seria uma medida para rebentar, de vez, com os cofres do estado...

Penalties à parte

Vamos a ser sinceros, toda a gente sabe que não foi penalti, isso é inquestionável...

Agora, não estarão a fazer uma tempestade num copo? Foi um penalti, foi decisivo para o jogo, mas o que não faltam neste campeonato são erros de arbitragem. Cada equipa pode ver a quantidade de erros contra e a favor, o Benfica teve, talvez, nos seus expoentes máximos o penalti gamado contra o Porto e o Golo do David Luiz contra o Braga... o Sporting, também já teve golos em fora de jogo, o Porto penaltis e etc... os desgraçados do Braga foram roubados contra o Benfica e contra o Porto (neste jogo escandalosamente)... Tudo isso foram erros, é chato, a malta protesta, vem aqui para o blog ofender os árbitros e a coisa avança...

Claro que fico chateado com essas coisas, ofendo os lagartos os ábritros e as mães deles, agora, ameaças de morte ao árbitro reacções como a do Soares Franco, abandono da direcção da liga...

E se se deixassem de mariquices e viessem jogar à bola...?

Parecem putos da escola, só falta levarem a bola para casa e dizerem que não jogam mais...

p.s. quanto aos comentários do murcões ao jogo deste fim de semana... meu caro Viriato, tem um pingo de vergonha na cara, vocês virem falar de arbitragens talvez seja para espezinhar ainda mais a lagartagem, mas falsos moralismos é que não...

Monday, March 23, 2009

A VERDADE DA TAÇA DA LIGA


Haja um pouco de vergonha, caro TPestana!!


Ficou definitiva e descaradamente provado que os benfiquistas não lutam pela transparência do futebol, mas sim por um futebol onde o Benfica ganhe sempre, sem olhar a meios!
Querem voltar aos anos 60 e 70 do Século passado, em que ganhavam 3 e davam um aos sportinguistas e o FCP nem sequer contava para o efeito!
Pois, meus senhores lampiões, felizmente a história não se vai repetir, pelo menos nos próximos anos, e quando vierem com a histórias sobre o Pinto da Costa, já sei o que lhes vou responder...

Esta já é nossa!


Poderia estar aqui a discutir se foi penalti ou não...

Poderia estar aqui a discutir se este foi mais escandoloso do que o que marcaram contra o Benfica no jogo das Antas...

Poderia estar aqui a discutir se o Pedro Silva é um gajo ordinário ou se a emoção desculpa tudo...

Poderia estar aqui a discutir se o Paulo Bento fez bem em fazer entrar o "especialista em penalties" Postiga nos descontos tirando o Liedson...
Poderia estar aqui a discutir se o Postiga devia ou não ter utilizado outra vez o famoso penalti "à panenka"...

Poderia estar a discutir se o Quim é melhor do que o Tiago, embora os dois já tenham os cabelos quase todos brancos...

Poderia estar a discutir se o Moutinho foi chorar para o balneário a dizer que assim não brincava mais com os meninos de vermelho...

Poderia estar a discutir se o Lucílio Baptista deve pagar aos lagartos as despesas que eles tiveram na deslocação ao Algarve...
Poderia estar aqui a discutir sobre a quantidade de impropérios com que o AEP me vai brindar...

Poderia discutir se o Carlos Martins estava ou não a gozar com o Paulo Bento quando disse que marcou o penalti com tranquilidade...

Poderia ainda discutir se o Benfica mereceu ganhar o jogo...

Enfim, poder-se-ia discutir muita coisa, mas as verdades são apenas duas:


A TAÇA É NOSSA!!!


OS LAGARTOS TÃO MESMO FODI....!!!!

Friday, March 20, 2009

Por cá deveria ser igual…

Discurso do ex-1º Ministro Australiano John Howard à Comunidade Muçulmana

Só espero que a Europa siga o exemplo...


E podia-se aplicar aos ciganos, etc...

"Aos Muçulmanos que querem viver de acordo com a lei do Sharia Islâmico foi-lhes dito muito recentemente para deixarem a Austrália, no âmbito das medidas de segurança tomadas para continuar a fazer face aos eventuais ataques terroristas. Aparentemente, o Primeiro Ministro John Howard chocou alguns muçulmanos australianos declarando que apoiava agências-espiãs encarregadas de supervisionar as mesquitas da nação.

Citação:

' OS IMIGRANTES NÃO-AUSTRALIANOS, DEVEM ADAPTAR-SE.

É pegar ou largar !

Estou cansado de saber que esta nação se inquieta ao ofendermos certos indivíduos ou a sua cultura. Desde os ataques terroristas em Bali, assistimos a uma subida de patriotismo na maioria dos Australianos.' .

'A nossa cultura está desenvolvida desde há mais de dois séculos de lutas, de habilidade e de vitórias de milhões de homens e mulheres que procuraram a liberdade.' ..'A nossa língua oficial é o Inglês; não é o Espanhol, o Libanês, o Árabe, o Chinês, o Japonês, ou qualquer outra língua. Por conseguinte, se desejam fazer parte da nossa sociedade, aprendam a nossa língua!' .'A maior parte do Australianos crê em Deus. Não se trata de uma obrigação cristã, de influência da direita ou pressão política, mas é um facto, porque homens e mulheres fundaram esta nação sobre princípios cristãos, e isso é ensinado oficialmente. É perfeitamente adequado afixá-lo sobre os muros das nossas escolas. Se Deus vos ofende, sugiro-vos então que encarem outra parte do mundo como o vosso país de acolhimento, porque Deus faz parte da nossa cultura.' ..'Nós aceitaremos as vossas crenças sem fazer perguntas. Tudo o que vos pedimos é que aceitem as nossas e vivam em harmonia e em paz connosco. .'ESTE É O NOSSO PAÍS, A NOSSA TERRA, E O NOSSO ESTILO DE VIDA'. E oferecemos-vos a oportunidade de aproveitar tudo isto.

Mas se vocês têm muitas razões de queixa, se estão fartos da nossa bandeira, do nosso compromisso, das nossas crenças cristãs, ou do nosso estilo de vida, incentivo-os fortemente a tirarem partido de uma outra grande liberdade australiana, : 'O DIREITO de PARTIR.'

'Se não são felizes aqui, então PARTAM. Não vos forçamos a vir para aqui. Vocês pediram para vir para cá. Então, aceitem o país que vos aceitou. "

Por cá deveria ser igual…

Haja um pouco de pudor, caro TPestana!!







Ligar o contador






Este fim de semana vai ser ligado o contador desta epóca futebolística...

é verdade que é a taça da liga, é verdade que tem nome de cerveja, é verdade que (teoricamente) vale menos do que as outras...

Mas uma coisa é certa, é um título... este fim de semana, quem a ganhar, já conta com um...


Os murcões dirão cobras e lagartos do troféu, dirão que estão em primeiro no campeonato, dirão que estão nas meias finais da taça, dirão que estão ainda na champions, mas a verdade verdadinha é que as contas se fazem a final, e o primeiro título em disputa este ano é entre o Benfica e o Sporting...

Na contagem ali ao lado, o Glorioso segue em vantagem com 42% dos votos, contra apenas 8% para a lagartagem... No entanto as sondagens valem o que valem, e aquela ainda vale menos tendo em conta que houve 5% de votos nos Pastelinhos de Belém..

Gentleman, start your engines...

Thursday, March 19, 2009

a confusão que vai na cabeça das crianças (e do mundo)


Ao ler um post do Pedro Pestana Bastos no Cachimbo resolvi fazer uma pesquisa na net sobre o tema que ele adianta...

A questão é simples e está relacionada com o dia do pai e com os famosos porta-chaves e molduras com paus de gelado que as crianças fazem na escola para darem de presente aos progenitores.

Ora, com a nova modalidade de casais que querem fazer brotar na nossa sociedade, as crianças ficam confusas, ao ponto de existirem países em que as escolas são aconselhadas a não comemorar esse dia para não chocar os filhos dessas famílias menos convencionais...

Só não percebo uma coisa, se os casamentos entre gays/lésbicas/etc. são assim tão normais, qual a necessidade de se proibir/aconselhar a não comemoração do dia do pai na escola?

fica o link para uma notícia sobre a polémica:

O Polvo está a engordar!!!



De todos os defeitos que este sistema lamacento tem, o que mais me intriga é a velocidade de crescimento da Ordem Octopoda PSium.

O PS sempre foi e será uma organizada rede de politiqueiros que se protegem no chavão de "ser esquerda" para se apoderarem de tudo o que mexa e dê dinheiro.

Como diz o Nascimento Rorigues, eles comem tudo ...

O BCP é deles, o Procurador é deles, a PT é deles, o Provedor de Justiça vai ser deles, podem continuar...

Moral em Alta



Ainda a lei da deseducação sexual...

Junto resposta de um dos grupos parlamentares que teve a amabilidade de dar resposta.

"Exmo. Senhor,

Agradeço o contacto e a atenção dada a mais um processo legislativo que representa um ataque à soberania e à liberdade das famílias.

No passado dia 15 de Fevereiro, foi discutido um conjunto de propostas relativo à educação sexual no ensino básico e secundário. O CDS afirmou que não admitiria qualquer projecto que correspondesse a tentativas de determinação ideológica dos alunos, ao proselitismo a favor do aborto e que em circunstância alguma poderia ser posta em causa a posição central da família. De facto, a escola não pode substituir o papel das famílias cujo poder de decisão tem de ser defendido de forma clara. Como afirmou o Deputado do CDS, Abel Baptista, nesse debate (DAR I série Nº.34/X/4 2009.01.16):

- “A família não pode ser excluída desta área de formação, não aceitamos que o Estado se substitua à família. (…) A família é, para nós, a primeira fonte das relações pessoais, a primeira fonte da transmissão de valores, de afectos e de educação para os mais novos”.

Também sobre esta questão pode ler as minhas declarações à Agência Lusa (http://cdsnoparlamento.pp.parlamento.pt/index.php?idmenu=4&lg=1&idn=517) e ver a intervenção no Parlamento aqui: http://cdsnoparlamento.pp.parlamento.pt/pop_video.php?idvideo=175&lg=1

É precisamente por essa razão que o CDS foi o único partido que apresentou um projecto de liberdade de escolha para as famílias na área da educação. É também por essa razão que o CDS (após discussão na generalidade) votou contra dois dos projectos apresentados, e foi o único partido a não votar favoravelmente qualquer dos projectos. De facto a nossa posição é bem distinta da assumida por PS e PSD que votaram favoravelmente dois dos projectos apresentados. O CDS não só não apresentou qualquer iniciativa legislativa, como rejeitou qualquer acordo relativamente a esta matéria.

Em toda a discussão na especialidade, manteremos a postura de defesa de defesa da liberdade de escolha, do papel central das famílias e de exclusão de toda a forma de direccionamento ideológico da educação nas nossas escolas. Sabemos bem que o nosso posicionamento singular nos exige um sentido de responsabilidade que infelizmente os restantes partidos no parlamento não seguem. Tentaremos, na especialidade, evitar os danos maiores desta legislação.

Atentamente,

Diogo Feio

Presidente do Grupo Parlamentar do CDS/PP"

Ler quem sabe...


Embora não haja distribuição de pelouros, a agricultura, por defeito de (in)formação, nunca foi o meu tema neste blog...

No entanto, por curiosidade familiar e necessidade de entender o negócio, gosto de ler (muito por culpa dos restantes membros do blog) o que se vai escrevendo sobre o assunto.

Chamo, por isso, a vossa atenção para o texto do Prof. Adriano Moreira, mais na vertente internacional/global do problema, para a questão da pobreza/agricultura/desenvolvimento sustentável do sector.

Deixo-vos apenas o final do texto, pedindo-vos para pensarem se, perante este apelo, faz algum sentido existir um sujeito de seu nome Jaime Silva à frente dos destinos da agricultura do nosso país...

"O respeito pelo esforço dos pequenos agricultores, que sobram, das pequenas, médias, e grandes empresas, exige a entrega de uma responsabilidade política confiável a quem mobilize o regresso convicto a essa actividade, e assegure que a frustração não é a recompensa da confiança depositada nas directivas (...) A falta de reserva estratégica alimentar, e as consequências inevitáveis dessa carência, exigem estarem presentes na previsão governativa do presente"

Wednesday, March 18, 2009

Contra a Deseducação Sexual

SABIA QUE FOI APROVADA, NA GENERALIDADE

UMA LEI QUE PRETENDE

IMPOR

EDUCAÇÃO SEXUAL NAS ESCOLAS

OBRIGATÓRIA PARA TODOS

SEGUNDO IDEOLOGIAS

SÓ de ALGUNS?!!!
Sabia que esta lei impõe um modelo de educação sexual que vai abertamente contra a moral cristã e contra a escolha de muitas famílias?
Sabia que esta obrigatoriedade se estende dos 5 anos de idade até ao 12º ano de escolaridade, em todas as escolas públicas e em todas as escolas privadas que tenham parceria com o Estado?
Sabia que a família tem o dever e o direito de educar os seus filhos em liberdade, segundo os princípios ideológicos e religiosos em que acredita, conforme a Declaração Universal dos Direitos Humanos, Art. 26, assinada pelo Estado Português?
Sabia que a educação sexual dada na escola pode marcar muito negativamente as crianças e os jovens?

Veja os seguintes casos reais (com nomes fictícios, claro!):Uma menina de 5 ou 6 anos após detalhadas explicações sobre muco vaginal vomitou em plena aula. Que ideia terá ela neste momento sobre sexualidade? Será que nesta idade isto é necessário?

Ana, de 8 anos, explicou à mãe que na aula andavam de mão dada: menino com menina, menino com menino, e menina com menina, e davam beijinhos na boca "porque os casais são assim." Será positivo promover a experimentação hetero e homossexual aos 8 anos?

Um jovem de 16 anos, abusado em criança e a fazer psicoterapia para ultrapassar o seu horror à sexualidade, viu-se numa aula com um enorme pénis erecto de borracha sobre a secretária ao qual era preciso pôr o preservativo. Foram anos de retrocesso! Se os pais tivessem sido avisados podiam ter evitado a sua presença na aula.

A Teresa teve que ver um filme na aula com imagens que a chocaram tanto que se levantava a meio da noite para falar com a mãe sobre o assunto. O filme, de desenhos animados, chocou esta criança mas a outras foi um incentivo à experimentação da actividade ali apresentada como lúdica.

Se há pais que concordam com estes ensinamentos

Há outros pais que não concordam.

Mas com a educação sexual obrigatória nas escolas

os pais que concordam serão livres!

Porquê?

Os pais que não concordam não têm direito à liberdade?

Ninguém pode impedir ninguém de não ter aulas de educação sexual;

Mas ninguém pode obrigar ninguém a ter aulas de educação sexual.

O tipo de educação sexual proposto nesta lei espelha uma maneira de viver a sexualidade ligado a algumas ideologias mas discrimina outras maneiras de viver a sexualidade!

Em democracia

Um grupo não pode impor a outro a sua ideologia através da lei. Isso é ditadura!

Estamos em democracia!

Esta de educação sexual nas escolas

Imposta obrigatoriamente

É uma agressão e uma violência

Contra a liberdade dos pais e das crianças.MUITO IMPORTANTE! Exerçamos o nosso direito de cidadania e evitemos que se crie uma lei contra a liberdade de consciência de muitos pais!
Enviar, até 20 de Março, uma carta semelhante à que está abaixo, para os seguintes endereços electónicos (também pode ser usada essa mesma carta):
com8cec@ar.parlamento.pt ; gp_psn@psn.parlamento.pt ; gp_pev@pev.parlamento.pt ; gp_be@be.parlamento.pt ; gp_pcp@pcp.parlamento.pt ; gp_pp@pp.parlamento.pt ; gp_psd@psd.parlamento.pt ; gp_ps@ps.parlamento.pt ; gabpar@ar.parlamento.pt ; provedor@provedor-jus.pt ; pm@pm.gov.pt ; belem@presidencia.pt

--------------------------------------------------------------
CARTA ABERTA

Assunto: “Projecto-lei 660/X – Estabelece o regime de aplicação da educação sexual em meio escolar”.

Ilustríssimos Senhores Deputados da Comissão de Ciência e Educação:
No passado dia 19/02/2009 na Reunião Plenária nº. 43, o Parlamento Português deu um sinal forte aos Portugueses de que não representa o sentir de todos os cidadãos, e que se quer intrometer no âmbito da vida privada de cada um, nomeadamente em questões de liberdade de consciência.
Recai agora sobre essa comissão a responsabilidade de... esta Lei, que não deverá contrariar a Constituição da República, e deve manifestar respeito pela liberdade de todos os cidadãos, em particular pela liberdade de educação, religiosa e ideológica.
Enquanto cidadão, apelo a que tenham em conta o seguinte:
A sexualidade tange com direitos de consciência que nenhum Estado ou ideologia pode ditar ou violentar. Tal tem sido o sentido da Jurisprudência firmada pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem. Esta é aliás uma visão inclusiva e moderna de uma sociedade plural.
A educação sexual envolve a estrutura total e intrínseca da pessoa humana, que nasce sexuada, e, por isso, está muito para além de uma matéria ou disciplina escolar. Envolvendo, sempre, critérios valorativos inerentes que não podem ser ignorados.
Em democracia, a escola serve para ajudar os pais na educação dos seus filhos, mas não pode nunca sobrepor-se, ou contrariar os pais – Art. 43.º N.º2 da C.R.P. “O Estado não pode programar a educação e a cultura segundo quaisquer directrizes filosóficas, estéticas, políticas, ideológicas ou religiosas”.
Estamos num Estado de Direito – Art. 26.º, da Constituição da República Portuguesa: “A todos são reconhecidos os direitos à identidade pessoal, ao desenvolvimento da personalidade (…) à reserva da intimidade da vida privada e familiar”.
Os pais têm o direito à liberdade de pensamento, de ideologia e de religião, e a escola tem unicamente o dever de transmitir conhecimentos científicos e literários, jamais tendo o direito de veicular, em matérias e disciplinas obrigatórias, qualquer tendência de pensamento ou ideológica, pois nesse caso estaria a violar directa e abertamente os direitos dos pais.
Há pais que entendem que se reservam o direito da educação dos seus filhos em matéria de educação sexual (contra qualquer imposição abusiva por parte do Estado), porventura com o recurso a ajudas exteriores escolhidas por eles e/ou dadas com o seu consentimento explícito.
Assim, EDUCAÇÃO SEXUAL NA ESCOLA – SÓ OPCIONAL! Como cidadão, no Estado Democrático Português, exijo que seja garantida a liberdade de educação, ideológica e religiosa, as quais estão intimamente ligadas com qualquer matéria de educação sexual, e são os pilares de qualquer estado democrático. Aos pais tem de reconhecer-se o direito a serem informados acerca do que as escolas estão a ensinar e, se o desejarem, escolherem para os seus filhos outras disciplinas ou ocupações.

Melhores cumprimentos,
(Nome)

Tuesday, March 17, 2009

A dança das cadeiras



Muito boa a polémica que por aqui se passa sobre a dança das cadeiras em Cabo Verde.
Sinto uma certa inveja da resposta do ministro ao post da jornalista em questão. Que diabo, anda uma pessoa aqui a dizer mal do Jaime Silva há meses e nem um anónimo que possa passar por assessor do homem cá veio comentar.
As caixas de comentários revelam duas coisas: 1ª o governo farta-se de ler blogues (espantoso como tem tempo para isso), e 2ª, além de lerem blogues, tem uma equipa fechada numa cave escura e mal iluminada, constituída exclusivamente por anónimos, pronta a rebater, recorrendo a todos os argumentos e principalmente a má educação, os ataques ao poder.
A ser verdade, e acredito que seja, é mais um triste exemplo de quem nos governa.

Monday, March 16, 2009

Enquanto a 2.º circular se vai de gladiando e justificando, nós (FCP) vamos passando, à frente e em todas as frentes... como já é habitual!

Invista!Combata a crise!!!

OHHH!!Então não é que os lampiões já estão em 3º??
A época em que mais investiram está a surtir os devidos efeitos!!!

Thursday, March 12, 2009

FC Porto, o orgulho de Portugal


Num ano negro para o futebol português há uma equipa que resiste e luta! Que bate o pé aos maiores da Europa. Só quem não quis é que não viu que aos jogadores do FC Porto só lhes faltou comer a relva ontem à noite. Que garra! Nem mais uma arbitragem encomendada pelo vil Platini parou os Dragões. Mas nós não gostamos de nos queixar dos árbitros, nem dos sistemas. Nós ganhamos os jogos e os títulos e é por isso que somos grandes. Muito grandes.

A autoridade com que o Porto mandou na eliminatória contra um equipa da liga espanhola é ilustrativa do orgulho que todos os portugueses de boa fé devem ter no Futebol Clube do Porto. O meu clube!!

Cessem de uma vez por todas as invejas, as bocas, as suspeições, o mau perder, as insinuações. A grandeza do Futebol Clube do Porto na Europa do Futebol tem forçosamente que calar quem insiste na difamação ao clube a toda a hora.

Convido-vos assim, desportivamente, a juntarem-se a nós no regozijo pela passagem de uma equipa portuguesa ao topo da Europa e que vivamos as vitórias do Porto como fizémos em 2004 no Euro. Até à final!!! Força Porto.

Humor negro para os verdes... mas tem piada!











Orgulho de Portugal!


Depois de feita a distinção entre o trigo e o joio, para a recta final da liga dos campeões ficam os habituais: Inglaterra, Alemanha, Espanha e Porto.

Parece que aqui os arbitros não tem influência ou pelo menos ninguém se lembra de os chamar à colação... Porque será?

O que ainda nos dá alegrias...

Wednesday, March 11, 2009

Atestado de estupidez

A malta da câmara da Guarda continua a passar atestados de estupidez ao resto dos portugueses, com um desplante e uma impunidade que não se vêem em nenhum país minimamente civilizado.
Este, com contornos de estória da carochinha, começa a passar os limites do razoável.
Agora foi uma falha técnica que impediu que se ouvisse a gravação da magnífica reunião em que decidiram que o chefe não tinha feito nada de mal. Pelo meio falam de um programa por instalar, microfones que não foram ligados, enfim, um rol de aldrabices incomensuráveis nas quais esperam que nós acreditemos. Aliás, eles não esperam nem deixam de esperar, estão-se pura e simplesmente nas tintas, o que é muito mais grave.
Ainda há PJ e MP neste país ou continuam todos a caça do Pinóquio?
JÁ chega de palhaçadas!

Ele há coisas...

bom, sempre marcaram um golo fora, em caso de empate valeria por 2...


Tuesday, March 10, 2009

A duzia é mais barato


AH GRANDA SPORTING!!!

Exemplo heróico em tempo de crise!

Nota Pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa por ocasião da canonização de Nuno Álvares Pereira

1. Nuno Álvares Pereira proclamado santo A 21 de Fevereiro de 2009, o Papa Bento XVI anunciou a canonização de D. Nuno Álvares Pereira – o já beato Nuno de Santa Maria – para o dia 26 de Abril, junto com outras quatro figuras ilustres da Igreja.
Este facto é para Portugal e os portugueses motivo de júbilo e de esperança. Deve também constituir ocasião de reflexão sobre as qualidades e virtudes heróicas desta relevante personagem histórica, digna de ser conhecida e imitada nos dias de hoje. Nuno Álvares Pereira viveu em tempos difíceis de crise dinástica, com fortes divisões no tecido social e político português, que punham em perigo a própria identidade e independência da Nação.
Os Bispos de Portugal, em nome de todos os católicos do nosso país, desejam exprimir a sua alegria e gratidão pelo reconhecimento oficial da santidade heróica de mais um filho da nossa terra. Ultrapassando a mera saudade do passado e assumindo, com realismo e esperança, o tempo que nos é dado viver, querem ressaltar algumas virtudes heróicas de Nuno Álvares Pereira, cuja imitação ajudará a responder aos desafios do tempo presente.
2. Breves dados biográficos
Nascido em 1360, Nuno Álvares Pereira foi educado nos ideais nobres da Cavalaria medieval, no ambiente das ordens militares e depois na corte real. Tal ambiente marcou a sua juventude. As suas qualidades e virtudes impressionaram particularmente o Mestre de Aviz, futuro rei D. João I, que encontrou em D. Nuno o exímio chefe militar, estratega das batalhas dos Atoleiros, de Aljubarrota e Valverde, vencidas mais por mérito das suas virtudes pessoais e da sua táctica militar do que pelo poder bélico dos meios humanos e dos recursos materiais.
Casou com D. Leonor Alvim de quem teve três filhos, sobrevivendo apenas a sua filha Beatriz, que viria a casar com D. Afonso, dando origem à Casa de Bragança. Tendo ficado viúvo muito cedo e estando consolidada a paz, decidiu aprofundar os ideais da Cavalaria e dedicar se mais intensamente aos valores do Evangelho, sobretudo à prática da oração e ao auxílio dos pobres. Assim, pediu para ser admitido como membro da Ordem do Carmo, que conhecera em Moura e apreciara pela sua vida de intensa oração, tomando o profeta Elias e Nossa Senhora como modelos no seguimento de Cristo.
De Moura, no Alentejo, vieram alguns membros da comunidade carmelita, para o novo convento que ele mesmo mandara construir em Lisboa. Em 1422, entra nesta comunidade e, a 15 de Agosto de 1423, professa como simples irmão, encarregado de atender a portaria e ajudar os pobres. Passou então a ser Frei Nuno de Santa Maria. Depois de uma intensa vida de oração e de bem fazer, numa conduta de grande humildade, simplicidade e amor à Virgem Maria e aos pobres, faleceu no convento do Carmo, onde foi sepultado.
Logo após a sua morte começou a ser venerado como santo pela piedade popular. As suas virtudes heróicas foram oficialmente reconhecidas pelo Papa Bento XV, que o proclamou beato, em 1918, passando a ter celebração litúrgica a 6 de Novembro.
3. Virtudes e valores afirmados na vida de Nuno Álvares Pereira
D. Nuno Álvares Pereira não é apenas o herói nacional, homem corajoso, austero, coerente, amigo da Pátria e dos pobres, que os cronistas e historiadores nos apresentam. Ele é também um homem santo. A sua coragem heróica em defender a identidade nacional, o seu desprendimento dos bens e amor aos mais necessitados brotavam, como água da fonte, do amor a Cristo e à Igreja. A sua beatificação, nos começos do século XX, apresentou o ao povo de Deus como modelo de santidade e intercessor junto de Deus, a quem se pode recorrer nas tribulações e alegrias da vida.
Conscientes de que todos os santos são filhos do seu tempo e devem ser vistos e interpretados com os critérios próprios da sua época, desejamos propor alguns valores evangélicos que pautaram a sua vida e nos parecem de maior relevância e actualidade.
Os ideais da Cavalaria, nos quais se formou D. Nuno, podem agrupar se em três arcos de acção: no plano militar, sobressaem a coragem, a lealdade e a generosidade; no campo religioso, evidenciam se a fidelidade à Igreja, a obediência e a castidade; a nível social, propõem se a cortesia, a humildade e a beneficência. Foram estes valores que impregnaram a personalidade de Nuno Álvares Pereira, em todas as vicissitudes da sua vida, como documentam os seus feitos militares, familiares, sociais e conventuais.
Fazia também parte dos ideais da Cavalaria a protecção das viúvas e dos órfãos, assim como o auxílio aos pobres. Em D. Nuno, estes ideais tornaram se virtudes intensamente vividas, tanto no tempo das lides guerreiras como principalmente quando se desprendeu de tudo e professou na Ordem do Carmo. Como porteiro e esmoler da comunidade, acolhia os pobres de Lisboa, que batiam às portas do convento e atendia os com grande humildade e generosidade. Diz-se que teve aqui origem a «sopa dos pobres».
Levado pela sua invulgar humildade, iluminada pela fé, desprendeu se de todos os seus bens – que eram muitos, pois o Rei o tinha recompensado com numerosas comendas – e repartiu os por instituições religiosas e sociais em benefício dos necessitados. Desejoso de seguir radicalmente a Jesus Cristo, optou por uma vida simples e pobre no Convento do Carmo e disponibilizou-se totalmente para acolher e servir os mais desfavorecidos. Esta foi a última batalha da sua vida. Para ela se preparou com as armas espirituais de que falam a carta aos Efésios (cf. Ef 6, 10 20) e a Regra do Carmo: a couraça da justiça, a espada do Espírito (isto é, a Palavra de Deus), o escudo da fé, a oração, o espírito de serviço para anunciar o Evangelho da paz, a perseverança na prática do bem.
Precisamos de figuras como Nuno Álvares Pereira: íntegras, coerentes, santas, ou seja, amigas de Deus e das suas criaturas, sobretudo das mais débeis. São pessoas como estas que despertam a confiança e o dinamismo da sociedade, que fazem superar e vencer as crises.
4. Apelo à Igreja em Portugal e a todos os homens e mulheres de boa vontade
Ao aproximar-se a data da canonização do beato Nuno Álvares Pereira, pelo Papa Bento XVI, em Roma, alegramo-nos por ver mais um filho da nossa terra elevado às honras dos altares. Algumas peregrinações estão a ser organizadas para marcar a nossa presença na Praça de S. Pedro, na festa da sua canonização, no dia 26 de Abril. Confiamos que outras iniciativas pastorais sejam promovidas para dar a conhecer e propor como modelo o exemplo de virtude heróica que nos deixou este nosso irmão na fé.
A pessoa e acção de Nuno Álvares Pereira são bem conhecidas do povo português. A nível civil, é lembrado em monumentos, praças e instituições; a nível religioso, é celebrado em igrejas, imagens e associações. Figura incontornável da nossa história, importa revitalizar a sua memória e dar a conhecer o seu testemunho de vida. Para além de ser um modelo de santidade, no seguimento radical de Cristo, que «não veio para ser servido mas para servir» (Mt 20, 28), apraz nos pôr em relevo alguns aspectos de particular actualidade, para todos os homens e mulheres de boa vontade:
– Nuno Álvares Pereira foi um homem de Estado, que soube colocar os superiores interesses da Nação acima das suas conveniências, pretensões ou carreira. Fez da sua vida uma missão, correndo todos os riscos para bem servir a Pátria e o povo.
– Em tempo de grave crise nacional, optou corajosamente por ser parte da solução e, numa entrega sem limites, enfrentou com esperança os enormes desafios sociais e políticos da Nação.
– Coroado de glória com as vitórias alcançadas, senhor de imensas terras, despojou se dos seus bens e optou pela radicalidade do seguimento de Cristo, como simples irmão da Ordem dos Carmelitas.
– Não se valeu dos seus títulos de nobreza, prestígio e riqueza, para viver num clima de luxos e grandezas, mas optou por servir preferencialmente os pobres e necessitados do seu tempo.
Vivemos em tempo de crise global, que tem origem num vazio de valores morais. O esbanjamento, a corrupção, a busca imparável do bem estar material, o relativismo que facilita o uso de todos os meios para alcançar os próprios benefícios, geraram um quadro de desemprego, de angústia e de pobreza que ameaçam as bases sobre as quais se organiza a sociedade. Neste contexto, o testemunho de vida de D. Nuno constituirá uma força de mudança em favor da justiça e da fraternidade, da promoção de estilos de vida mais sóbrios e solidários e de iniciativas de partilha de bens. Será também um apelo a uma cidadania exemplarmente vivida e um forte convite à dignificação da vida política como expressão do melhor humanismo ao serviço do bem comum.
Os Bispos de Portugal propõem, portanto, aos homens e mulheres de hoje o exemplo da vida de Nuno Álvares Pereira, pautada pelos valores evangélicos, orientada pelo maior bem de todos, disponível para lutar pelos superiores interesses da Pátria, solícita por servir os mais desprotegidos e pobres. Assim seremos parte activa na construção de uma sociedade mais justa e fraterna que todos desejamos.
Fátima, 6 de Março de 2009

Sunday, March 8, 2009

Saldar contas

Aqui há uns tempos rebentou pela blogosfera a polémica sobre o arquivamento por parte do presidente da câmara da Guarda do processo relativo aos atentados arquitectónicos assinados por Sócrates.
Esta Notícia relativa à composição da nova comissão política do PS vem justificar as acções do senhor presidente. Sócrates não esquece quem o ajuda e a paga está ai, um osso atirado na direcção certa a pagar o jeito da encobriçaão da aldrabice, mais uma, de Sócrates...
Mas na notícia vem outra nomeação no mínimo interessante. A de José Vieira da Silva, ministro do trabalho e solidariedade, como coordenador do processo eleitoral do partido socialista para as 3 eleições que se avizinham. Ora, eu não sei bem o que faz um coordenador eleitoral, mas parece-me um trabalho complicado. São 3 as eleições, há centenas de lugares para preencher, milhares de favores a pagar, intrigas palacianas ao mais alto nível para ver quem chega ao tacho mais cheio. Tudo isto deve ser um hobby bastante absorvente, que diabo não será coisa que se trate ao fim da tarde em meia hora na secretaria no largo do Rato.
Ora, este senhor é ministro do trabalho e, neste momento, com a crise que o governo não previu, não viu chegar e da qual culpa toda a gente menos eles próprios, esse trabalho deve ser no mínimo absorvente.
O desemprego atingiu níveis recorde, a segurança social está quase falida, há fabricas a fechar diariamente, milhares e milhares para a rua todos os dias. O que faz o primeiro ministro? Reforça o ministério? mete mais um secretario de estado? Não, mete às costas do ministro a coordenação dos actos eleitorais do partido, tudo pelo partido, o partido em primeiro, viva o partido!!
Bonito serviço sem dúvida, combater a crise em ano de eleições é difícil...

Thursday, March 5, 2009

lixaram-nos bem...


A GALP ganhou qq coisita como 105 milhões de euros a mais no final do ano passado, recorrendo a um expediente muito simples e eficaz, que aliás todos nós topámos à distância. Atrasar a actualização do preço dos combustíveis face as descidas do petróleo, Resultado: um lucro extra por litro de material que o zé pagode punha no depósito do bólide para o seu passeio de domingo ao centro comercial.
Vimos alguém deixar, como eu deixei, de abastecer na GALP? Nada, o tuga adora ser indrominado pela petrolífera nacional? desde aquela malfadada canção do euro que a malta entra no posto e começa logo a trautear "queremos mais queremos mais queremos mais" , eu suponho que queiram mais ar nos bolsos, só pode...
Mas nem tudo são rosas para os italianos, a CMVM, sempre atenta às trafulhices, multou-os em 75 mil euros!! é para aprenderem....

Um documentário espectacular.

No passado dia 22 a SIC transmitiu um documentário interessantíssimo e que todos temos a obrigação de ver. Não tenho dúvidas em também afirmar que este foi o documentário sobre vida selvagem de Portugal mais espectacular que já vi até hoje.

O programa da cadeia britânica BBC - Natural World - veio a Portugal descobrir o montado descrevendo-o como um ecossistema fascinante, "um dos últimos locais da Europa onde a economia local convive harmoniosamente com a natureza". Depois de transmitido inicialmente pela BBC no dia 9/12/2008, o canal SIC transmitiu agora para o território nacional.


Vejam aqui a versão transmitida em Portugal:


http://www.ecologicalcork.com/files/documentariosic.html

AS METAMORFOSES DE SÓCRATES

"Na primeira fase, o primeiro-ministro surge como um chefe enérgico, determinado no desígnio de nos libertar de um conformismo tacanho, de uma crónica falta de ambição, de nos modernizar, a todos e cada um de nós. (...)
Era simpático este primeiro Sócrates, trabalhador incansável, corajoso, rápido na decisão, usando a autoridade com singular incorrecção política, parecendo saber o que queria e por onde ia. Foi o tempo de um plano reformista, ambicioso e necessário. Mas depressa se viu que o homem não tinha painel de bordo, algo gravíssimo quando se arranca em todas as frentes com medidas que abanam, perturbam e criam resistências; quando se opta por um modelo de governo com um único rosto e uma única voz.(...)
A segunda fase é, para mim, a mais misteriosa. O que levou Sócrates a remodelar o Governo com o único intuito de substituir Correia de Campos tirando-o do sector onde a reforma se lançava com maior probabilidade de êxito, por um mero defeito de comunicação? Como não percebeu a carga simbólica que este gesto iria revestir, num momento de acesa oposição às medidas do ministro? É a partir deste momento que Sócrates começa a perder a mão. As reformas são postas em banho-maria, a rua transforma-se no espaço de confronto político por excelência e o Governo perde grande parte da capacidade negocial. O que podia ser uma mera suposição fica confirmado com a megamanifestação dos professores e, sobretudo, com o gravíssimo incidente da ocupação de eixos rodoviários estratégicos pelos camionistas. Durante dias, o País viu um Sócrates que não conhecia: atarantado, perdido, inseguro, incapaz de accionar os mecanismos do próprio Estado; e, como sucede a quem perde a autoridade, o primeiro-ministro socorreu-se do autoritarismo.
A terceira fase é marcada pela emergência de uma crise económica global com contornos desconhecidos e uma evolução imprevisível. Ironicamente, a crise podia ter sido o novo fôlego de Sócrates se no primeiro debate parlamentar sobre esta questão tivesse apelado seriamente à coesão nacional e social. Mas optou por passar um atestado de menoridade a toda a oposição e enveredou pelo perigoso caminho da ficção. (...)
Daí para a frente é a tentação do autoritarismo, da ficção, da soberba e da vitimização que ameaçam esgotar o discurso socrático. E foi apenas isto que o congresso veio confirmar."
Maria José Nogueira Pinto, DN

Tuesday, March 3, 2009

Será que é desta???


"Portugal aplicou 94% dos fundos estruturais para 2000-2006

Portugal já aplicou quase 94 por cento dos 20 mil milhões de euros de fundos estruturais para 2000-2006, registando uma taxa de execução acima dos 91 por cento de média comunitária, segundo dados a que a Lusa teve acesso.

Na passada semana, a Comissão Europeia anunciou o prolongamento por seis meses do prazo para os Estados-membros gastarem os fundos estruturais relativos ao período 2000-2006, como parte da resposta à actual crise financeira e económica.

Por utilizar encontram-se ainda cerca de 20 mil milhões de euros, já que, de acordo com os dados actualizados sobre a execução financeira dos fundos estruturais, a que a Agência Lusa teve acesso, do financiamento comunitário total de 225 mil milhões de euros foram aplicados 205 mil milhões, o que representa uma taxa de execução de 91 por cento.

Ao prorrogar o período de elegibilidade dos fundos, até 30 de Junho próximo, Bruxelas espera permitir assim aos Estados-membros que esgotem o financiamento comunitário da política de coesão para 2000-2006 e «fazer com que cada euro disponível possa ser utilizado da melhor maneira possível».

Isto na prática quer dizer que o Ministro da Agricultura tem até 30 de Junho de 2009 para reparar o mal feito (do pouco que se pode reparar).

Em quanto há vida há esperança...

Entronização...

O congresso do PS que se realizou este fim-de-semana teve de tudo: apagões, lambe botas em barda à procura do tachinho em qualquer lugar aprazível do aparelho do Estado, chavistas, comunistas chineses e o Almeida Santos a ser mandado calar para o "grande" Sócrates conseguir falar na hora de abertura dos telejornais!
Não teve foi ideias para o País e a crise grave que enfrentamos. Afinal, se fosse para isso o "big brother" Sócrates tinha ido à cimeira europeia. Nestes congressos, bem democráticos e cheios de substância, o que interessa é aplaudir, aplaudir e aplaudir o nosso "passaporte" ou "salvo conduto" para um bom empreguito por mais 4 anos...

Para alegrar o dia (é preciso ter lata)

Sócrates lançou a sua candidatura entitulada Sócrates 2009 "Participar Agir e Vencer"

No manifesto ele diz que se candidata por três razões:

1) "...responsabilidade política..."

2) "...responsabilidade nacional..."

3) "...responsabilidade para com a ética democrática..."

Eu sei que, neste momento, já devem estar a partir o coco a rir, no entanto não posso deixar de relatar aqui mais uma passagens do fabuloso manifesto:

"...Sinto que há um combate decisivo a travar pela decência na nossa democracia..."

"...Não podemos deixar que vençam aqueles que fazem política com as armas da calúnia, da difamação e dos ataques pessoais..."

"...O tempo que vivemos exige responsabilidade na acção, sentido de Estado, rigor..."

Confesso que, depois de ler estas palavras, fiquei sem saber se ele estava simplesmente a gozar com as pessoas, a fazer um apelo ao voto na Manuela Ferreira Leite ou mesmo a cagar para o país e a rir-se por cima...

Que dizem?