Tuesday, July 1, 2008

Platini deve demitir-se!



Os pézinhos de barro da intentona começam a cair um por um. Recomendo a quem for mais distraído e ainda andar frustrado por não conseguirem linchar o FC do Porto e o seu presidente a leitura do despacho de arquivamento do Tribunal de Instrução Criminal do Porto.

O Despacho do juiz está muito bem conseguido e põe os dedos nas feridas. Basicamente tem as seguintes ideias chave.

1. As escutas que usaram para acusar o FC do Porto e o seu presidente são ilegais de forma gritante. Mas ainda que o não fossem o Meritíssimo Juíz faz um pergunta muito simples. Em dois anos de investigações, com escutas a todos os telemóveis e telefones do presidente Pinto da Costa, de Carolina Salgado e de todos os que os rodeavam à data dos factos isto foi o melhor que conseguiram? Duas escutas se aproveitam? Dois factos. Dois jogos ridículos onde não havia qualquer interesse em jogo.

2. Mas diz-se ainda mais. Em nenhuma parte das escutas se demonstra que as prostitutas são solicitadas, quanto mais disponibilizadas pelas entidade FC do Porto. São os árbitros que as pedem a um outro elemento ligado à arbitragem, que pede ao Senhor António Araújo. Este senhor não tem qualquer ligação ao FC Porto ou ao seu presidente.

Mas há mais. Carolina Salgado vai pagar pelo que tentou fazer. E quando se vir apertada vai ter que denunciar os verdadeiros rosto por detrás desta perseguição. O Sr. Luís Filipe Vieira e a D. Leonor Pinhão esqueceram-se de um pormenor. Estão na mão de Carolina Salgado. E no dia em que lhe fecharem a torneia, entenda-se pagar motoristas, carros, habitação e até o aborto que a destrambelhada acaba de fazer o que é que impede Carolina Salgado de se vingar deles da mesma forma que tentou fazer a Pinto da Costa?

Finalmente uma palavra para Platini. A sua actuação e as suas declarações são vergonhosas e ignorantes. Quando a justiça portuguesa ilibar finalmente o FC do Porto nesta história toda e a justiça desportiva não tiver outro remédio senão seguir-lhe o exemplo o presidente Platini, se tivesse vergonha, não teria outro caminho senão demitir-se. Falou de cor, influenciado e numa atitude parcial. Tudo agravado por estar calado que nem um rato relativamente à sua querida Juventus, que de acordo com os regulamentos não poderia participar este ano na Liga dos Campeões.

Platini se tiver vergonha demita-se. Luís Filipe Vieira se quiser os bufos caladinhos é melhor continuar a dar-lhes dinheiro e arranjar-lhes um bom advogado. O Pablo Aimar pode esperar por tempos mais calmos...

13 comments:

D.P.V said...

O que eu acho fantastico nesta história toda e que os adeptos do FCP não mostram vergonha nenhuma na cara.
Todos lemos as escutas todos vimos as provas das corrupçoes levadas a cabo por Pinto da Costa e sus muchachos, e só sabem falar que nada está provado que ele e inocente etc e tal.
Todos sabemos a justiça de merda que existe neste pais, casa pias fatimas felgueiras isaltinos etc e tal nada funciona em lado nenhum.
Maa caramba tenham ao menos a decencia de nao virem dizer que o Pinto da Costa reinaldo telles e companhia são inocentes.
Falo por mim, não gostava de saber que a minha equipa ganha campeonatos por comprar arbitros, ou que ganhou no passado chamem-me burro ou ingénuo mas adorava que o campeonato nacional fosse jogado só em campo.

Anonymous said...

d.p.v. viste mesmo escutas ou estás em negação. Essa é uma das 5 fases da tragédia. Rapidamente vais passar à fase da resignação.

1. Fúria
2. Revolta
3. Negação
4. Desespero
5. Resignação

Boa sorte...

Anonymous said...

Pois é DPV. Como o que está escrito não tem resposta posivel, só resta voltar às acusações e insinuações do costume.

E o teu clube tem bons telhadinhos de vidro sobre ganhar os jogos em campo...

Justiceiro Azul said...

Caro DPV, lê isto se tiveres paciência e reflecte mais um pouco.

Eu sei que não deve ser fácil engolir, quando as expectativas se tornaram tão boas para os adversários do Porto, quando se escreveu tanto em muitos jornais e blogs, dando como culpados o Porto e Pinto da Costa, o que agradaria imenso a uma grande mole humana de cor contrária ao Porto. Mas a verdade é que toda esta investigação pariu um rato, não provou nada, e basta ver tudo o que de estranho se passa à volta desta triste tragédia.

A procuradora, casada com uma pessoa próxima do grande rival (leia-se inimigo, porque rivalidade em campo já tem pouca) reabre um processo com base em declarações de uma ex alternadeira (que agora anda a enganar um pobre alentejano...) rejeitada por um dirigente de futebol. Os dois jogos em que se fala neste processo eram irrelevantes para o campeonato, não se passou nada de suspeito.

“A fruta que não era fruta

O Tribunal de Instrução Criminal do Porto decidiu não levar a julgamento o presidente do F. C. Porto, no processo do "Apito Dourado" relativo a um jogo que os dragões disputaram, na época 2003/04, com o Estrela da Amadora.

O que estava em causa? Suspeitas de corrupção denunciadas por Carolina Salgado, ex-companheira de Pinto da Costa.

Enrolado como está o processo, este seria apenas mais um episódio da saga que entretém - e há-de continuar a entreter - os portugueses que tendem a ver em Pinto da Costa a encarnação do mal. A verdade é que este foi um dos casos em que a equipa de Maria José Morgado - a nova salvadora do país - mais investiu. Porquê? Por conter em si elementos suficientes para entreter o povo.

Não seria delicioso apanhar o presidente do F. C. do Porto num processo (que já fora arquivado por falta de provas) em que o Ministério Público sustentava que teriam sido fornecidas prostitutas à equipa de arbitragem e que lhe teria sido propiciado um jantar como contrapartida por violação das regras de jogo? Seria delicioso. Porque estava lá tudo: o submundo da prostituição ligado à troca de favores; fartos jantares para, no meio de gozosas risadas, comemorar as tropelias; árbitros ansiosos por passar uma noite de arromba com companhia... Enfim, a prova provada de como Pinto da Costa e o F. C. Porto driblavam as regras para alcançar o sucesso.

O que entendeu o juiz que ontem decidiu arquivar o processo? Isto: "só ficcionando ou conjecturando" seria possível encontrar "nexo de causalidade" entre os factos. Isto é: entre o resultado obtido pelo F. C. Porto na partida com o Estrela e a "fruta" não há relação possível.

Mais. Mesmo do ponto de vista técnico, o juiz entendeu que não houve violação de regras no jogo FC Porto-Estrela, de acordo com as perícias, designadamente em lances capitais. E mais ainda: o magistrado afirmou que as escutas realizadas no âmbito do "Apito Dourado" não poderiam ser consideradas para este processo específico.

As críticas à equipa liderada por Maria José Morgado são severas. Se um juiz entende que não há qualquer "nexo de causalidade" entre os factos, isso só pode significar uma de duas coisas - ou a investigação foi mal feita, ao ponto de não fornecer matéria de facto para a acusação; ou a acusação estava previamente determinada, independentemente dos factos que viessem a apurar-se.

Seja como for, quando um magistrado dá uma pancada deste tamanho num processo tão mediático, a última coisa que podemos fazer é ficar descansados com a Justiça que temos.”

Paulo Ferreira no JN
( http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?opiniao=Paulo%20Ferreira )"

D.P.V said...

nao e uma questão de expectativas frustadas nem estar ressabiado pela liga dos campeoes meus amigos, a questão é só uma:
O pinto da costa anda a 20 anos a falsear resultados no futebol português, quer queiram quer não queiram, e acho de uma hipócrisia sem limites virem dizer que ele é inocente que ele é muito boa pessoa etc...
Lá pelas instituições nao funcionarem neste pais nao quer dizer que não haja crime e aquilo que o Pinto da Costa fez faz e vai fazer é crime.
Caramba pelo menos admitam, há uns dias falava com um adepto do Porto que me dizia:Eu sei muito bem que aquilo é tudo uma vergonha, eles compram os arbitros todos, e toda a estrutura do futebol português está dominada por aquela escumalha, mas eu não quero saber desde que ganhem....
Assim sim, agora virem dizer que ele é inocente....
É cara de pau a mais!!!

Anonymous said...

dpv!se não foi provado como quer o senhor que se condene alguem?com base na sua fé?no facciosismo doentio dos benfiquistas?ou ao sr ja lhe parece bem, logico e normal as relaçoes criadas entre o "orelhas" e a "puta e de toda a gente", juntamente c a sra pinhao?quanto a isso nada oiço os benfiquistas dizer!parece-lhes "natural"....obvio...

Anonymous said...

Vocês murcões são todos uma cambada de anormais. Têm tudo comprado até a merda dos Juízes vocês têm comprados corruptos e vêm para aqui com falsas moralidades.
O ÚNICO JUÍZ QUE VOCÊS NÃO CONSEGUEM COMPRAR É O JUÍZ IMPLACÁVEL!

Anonymous said...

CHAMEM O JUÍZ IMPLACÁVEL HOHOHO
CHAMEM O JUÍZ IMPLACÁVEL HOHOHO

remexido até te cagas todo!!!!

falsos profetas de merda estes murcões

Anonymous said...

Tudo compradinho, juízes, árbitros, dirigentes de outros clubes é só fruta e chocolate!
è tudo a mamar do pintinho, menos os anormais dos adeptos, esses são burros como uma porta!!!

Justiceiro Azul said...

Caro DPV

Francamente, há uma coisa que eu não percebo. O Porto, nos últimos 20 anos domina tudo, trafica influências e beneficia sempre das arbitragens. Mas há alguma prova disso? Se em 2 anos de escutas direccionadas, só encontraram peanuts. Que nem chegam a ser peanuts, não é nada, chega-se agora a essa conclusão!

Achas mesmo que durante esses tais 20 anos o Porto tem sido beneficiado, o único beneficiado?

A sensação que eu tenho, e todos os portistas também, é que o Benfica, principalmente, e o Sporting também, são os mais beneficiados.

Mas que raio, toda a gente sabe que o dirigismo no futebol está cheio de pessoas que não são de confiar! Não é só o Porto. Então o Benfica tem um Vale e Azevedo, condenado, um LFV que toda a gente sabe que no mundo dos negócios é do pior que há, e até no tráfico de cocaína está metido, um Damásio que se torna presidente do Estoril, concerteza amigo do Veiga que é o que se sabe. Então esses são maus em tudo, mas no futebol são santinhos?

E o Sporting, com um Jorge Gonçalves foragido, ou um Sousa Cintra, que não sabe falar português e nos negócios também toda a gente sabe o que é, no futebol são limpinhos?

O Porto durante esse tempo teve sempre o PC, e passou por lá muita gente. Agora o Espregueira Mendes foi condenado, passou pelo Porto, mas e os antigos dirigentes do Sporting (nomes conhecidos de que já não me lembro) com uma passagem muito obscura pela Parque Expo ou Expo 98, não sei, não tenho a certeza se foram condenados, mas coisa boa não fizeram. São vilões nos negócios e no futebol impolutos?

O Porto nos últimos 20 anos ganhou, e vai continuar a ganhar porque é melhor, tem mais fibra e sangue na guelra.

Justiceiro Azul said...

Ninguém diz que o PC é santinho, então ele andou com uma puta!

Num futebol em que há mafia em todos os clubes, todos, o Porto também não se pode deixar ficar, senão é engolido por todos os interesses que estão instalados na Federação, no poder político e nessa Lisboa macrocéfala que lida mal com os sucessos alheios e que fogem à sua esfera.

Quizzer said...

DPV e outros lampiões.

È inacreditável que vocês achem que tenhamos todos que nos vergar à culpa do FCP e de Pinto Costa só porque sim. Porque vocês acham que sim. Porque a opinião geral é que sim. E porque a vossa intuição, sem quaisquer argumentos ou sustentação, vos diz que sim.

Havia de ser bonito. Isto faz lembrar aquelas pessoas que têm sucesso nas terrinhas deste país e os invejosos da vila comaçam logo a dizer "Deve andar metido em negócios manhosos".

Chega de inveja!

Justiceiro Azul said...

Vem a propósito e escrito por um benfiquista

«Um pequeno momento de Lucidez.

Vou pela primeira vez falar um pouco sobre mim e tentar, com uma lucidez até aqui nunca demonstrada explicar a razão pela qual dedico todo o meu espaço a destilar ódio ao FCP mais concretamente ao seu presidente Pinto da Costa.

Comecei desde cedo a gostar do Benfica. Como qualquer adepto de futebol, sempre vibrei com as vitórias do meu clube e fico triste com as derrotas... Até aqui tudo normal.

A questão torna-se mais preocupante, quando me apercebo que começo o dia a pensar no Benfica e acabo o dia a pensar no Benfica.

A simples paixão por um clube de futebol foi-se tornando ao longo do tempo numa obsessão. Com o passar dos anos esta obsessão foi crescendo até ao ponto de o meu humor estar invariavelmente, dependente das vitórias/derrotas do meu clube.

Esta obsessão foi-se tornando doentia à medida que tudo o resto na minha vida pessoal foi desabando. Os insucessos profissionais acumulados e a completa desintegração na sociedade, provocaram-me profundos desequilíbrios psicológicos. E uma ausência de alternativas faz centralizar toda a minha vida no Benfica e em tudo o lhe diz respeito.
Para além de todos os problemas anteriormente citados, o meu maior trauma tem a haver com a minha vida amorosa, ou antes, a falta dela. Todos os meus encontros com o sexo oposto redundaram em humilhantes desastres. E talvez não tenha ajudado nada o facto de passar os meus encontros a tentar explicar às minhas apaixonadas que Pinto da Costa é o grande cancro da sociedade e que nem mesmo Hitler, Pinochet ou Estaline fizeram tão mal à humanidade como faz o Presidente do FCP. Falo-lhes também dos seus problemas de flatulência, dos seus vícios privados, chego mesmo a ler-lhes em voz alta o livro da Carolina!

A verdade é que os pequenos momentos de felicidade de que desfruto ficam desta forma dependentes daquilo que o Benfica me consegue proporcionar.

Acontece que há já muitos anos que o Benfica me proporciona muito pouco. Muito por culpa do FCP, que desde Pinto da Costa, tem ganho a maioria das competições nacionais. Até mesmo no plano internacional o Benfica deixou de brilhar acabando por ser completamente ofuscado pelas vitórias do FCP.

Perante isto, resta-me criar uma realidade alternativa onde me convenço que o meu SLB será sempre muito melhor do que os outros e que só com recurso a manobras de bastidores é que o FCP poderia alcançar tamanho sucesso. Nesta realidade sou obrigado a ignorar que nos últimos 25 anos, muito raramente o meu Benfica teve um plantel melhor do que o FCP e que nunca teve uma organização ao seu nível. Ignoro também que as glórias do FCP além fronteiras são a prova inequívoca da sua superioridade. E minimizo o facto de o FCP conseguir colocar jogadores nos colossos europeus por valores astronómicos e de os conseguir substituir por outros com o mesmo nível. Nunca admiti antes que têm o melhor modelo de gestão da Europa, tendo em conta a realidade financeira do clube. Sendo isto comprovado, por nenhum clube ter vencido a liga dos campeões com um orçamento inferior ao do FCP.

Nesta realidade, ignoro a incompetência de todos os presidentes do Benfica, que tão mal fizeram ao meu clube. Tanto por gravíssimos erros de gestão como por politicas de contratações completamente erradas – para confirmar isto basta contabilizar o número de jogadores que foram vendidos para os grandes clubes da Europa. Esqueço-me que os constantes discursos megalómanos que davam sempre a ideia de bastar vestir a camisola do SLB para alcançar vitórias transmitiram sempre aos jogadores falta de humildade que sempre contrastou com a garra que se vê nos clubes mais a Norte.

Em relação aos actos menos lícitos que os dirigentes do SLB cometeram, à falta de coragem da justiça cível e desportiva em investigar, ao branqueamento que os média fazem a estes casos… LIMITO-ME A NÃO RESPONDER.

E é assim que se explica o meu ódio a Pinto da Costa. Pois este é afinal o grande responsável por uma vida insípida e sem sentido.

Resta-me o consolo de saber que HÁ MUITOS COMO EU, que de tanto quererem ver um panorama diferente, acabam por acreditar naquilo que lhes dá jeito e fecham os olhos a tudo o que não lhes interessa.

Esta dissertação não passará de um pequeno momento de lucidez que jamais se voltará a repetir.»