Friday, January 30, 2009

Afinal...

Parece que o meu post abaixo sempre se confirma...

Afinal onde se dizia:

"...a carta rogatória inglesa "não contém nenhum facto juridicamente relevante", reiterando que não há arguidos ou suspeitos no processo..."

Deve ler-se:

"...os cidadãos abaixo indicados, que não são do Reino Unido, são considerados
como estando sob investigação no sentido de terem solicitado, recebido ou facilitado
pagamentos que sejam relevantes aos crimes indicados no Anexo”1”.
7. José Sócrates
8. José Marques
9. João Cabral
10. 10 Manuel Pedro...
"

Ponto número 1 - se o processo está em segredo de justiça, como é que ontem Sócrates sabia o conteúdo da carta rogatória?

Ponto número 2 - como é que é possível dizer que não há suspeitos ou factos juridicamente relevantes quando uma carta rogatória acusa o nosso Primeiro Ministro de ser alvo de subornos?

Perante isto só há duas conclusões a tirar:

- Senhor Procurador Geral da República, demita-se por favor

- Senhor Primeiro Ministro DEMITA-SE, a bem da Nação!!!

3 comments:

Anonymous said...

É tão irresponsável pedir demissões de ânimo leve...
É tão fácil...

Acha mesmo que era positivo para o país ficarmos agora sem governo?

JECM said...

Parece-me que é por demais evidente, que mesmo que nada se consiga provar quanto ao recebimento de luvas por parte de Sócrates, não há dúvida nenhuma que de alguma maneira esteve envolvido com gente bastante comprometedora.

Noutros países menos tolerantes com certos comportamentos que por cá abundam e são até admirados por alguns, que consideram o chico espertismo uma maneira válida de subir na vida, Sócrates já teria sido forçado a demitir-se ou teria ele próprio tomado a iniciativa, sentindo-se desconfortável no lugar.

Mas. Estamos infelizmente num país que já conhece quem o governa, e apesar de ter a perfeita noção do seu carácter, bem demonstrado noutros episódios conhecidos, da mesma personagem, o emula, pensando ser ele o único neste momento que poderá estar à frente do governo, por razões que não vale a pena agora referir.

Por último, Sócrates, fugirá sempre para a frente, continuará a sua estratégia de nos atirar areia para os olhos sem vergonha, e tentará por todos os meios apagar os rastos e manter-se no poder. Decência é palavra não existente na sua consciência.

Se há pessoas que acham negativo para o país uma mudança de governo neste momento, apenas porque, acham irresponsável tal coisa, apenas nos mostra o quanto enganado anda este povo.

Anonymous said...

Até ver:

No plano jurídico contra o PM temos: zero (nem sequer uma constituição de arguido);

Retirar daí (de zero) consequências para o plano político é querer fazer omelete sem ovos.

Juízo, cambada!

Freitas